domingo, 12 de fevereiro de 2012

As vantagens e os riscos da computação em nuvem

Você sabe o que é computação em nuvem? O termo vem do inglês “cloud computing”, o nome dado a uma ferramenta tecnológica que permite você acessar os seus arquivos em qualquer dispositivo conectado à internet. Ou seja, se você manda um e-mail para si mesmo pensando em acessar e ler o conteúdo em qualquer computador, você já está se aproveitando da “nuvem”.


A iniciativa é ótima, porque permite você abrir seus arquivos a qualquer hora, em qualquer lugar. Ela ainda serve como um backup no caso do seu computador pifar. Já existem ferramentas práticas que simplificam e tornam mais prática essa ideia, criando verdadeiros HDs virtuais para você acessar seus documentos, filmes e até saves de jogos!

O mercado corporativo é uma área que está abraçando essa solução. Cerca de 37% das empresas já estão na nuvem, de acordo com um levantamento realizado em 2011 pela fabricante de chips AMD. Em outra pesquisa do ano passado feita pela empresa de tecnologias da informação Emerson Network Power, 24% dos executivos ouvidos responderam que pretendem adotar uma estratégia de cloud computing em 18 meses. Já o Dropbox, programa que gerencia arquivos na nuvem para empresas e pessoas físicas já conta com mais de 50 milhões de usuários.

Mas nem tudo é perfeito: há alguns pontos negativos que precisam ser levados em conta. Por exemplo, você ainda corre o perigo de perder todos os seus arquivos, principalmente ao depender de data centers e ferramentas terceirizadas. Isso poderia ocorrer em um apagão, quando a empresa provedora do serviço falisse ou, se por um acaso, a ferramenta fosse desativada. Isso ocorreu recentemente com o Megaupload, que foi fechado pelo FBI depois de várias acusações, entre elas a pirataria.

Há ainda um risco maior de ter gente não autorizada invadindo seus arquivos pessoais ou de sua empresa através das ações de hackers ou via phishing, em que o usuário é induzido a fornecer as credenciais de acesso aos documentos.

Não existe também uma redução de custo ou de carga de trabalho, como alguns pensam, ao menos no curto e médio prazo. Alocar soluções para nuvem exige muito trabalho, seja para transferir uma alta carga de conteúdo ou mesmo para treinar uma equipe funcionários sobre o novo método. É preciso também avaliar com cuidado todas as vantagens e os riscos dessa solução, estudando o que deve ser colocado na nuvem e o que deve ser mantido fora.

E agora, você também já está pensando em participar da “nuvem”?

Ganhe $$$ com sua rede social

Veja o artigo original no Blog da Lu.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante na construção deste blog. Comente, critique, opine, participe!